O ato de ajoelhar-se diante de uma imagem não caracteriza ADORAÇÃO. Confira as inúmeras passagens bíblica, onde os servos de Deus prostravam-se diante dos outros....

16/09/2016 19:19
 
O CONCEITO REAL DE ADORAÇÃO SOMENTE A IGREJA CATÓLICA TEM.
 
 
 
O protestante tem um entendimento errôneo sobre o culto de Latria, eles confundem adoração com qualquer honraria que prestemos, por isso constantemente somos atacados de idolatras ou coisas do tipo, o ex-pastor protestante Scoth Hann relembra seu pensamento sobre a Hiperdulia mariana antes de sua conversão ao catolicismo. “Não podia entender porque é que os Católicos davam a impressão de adorar a Maria, mesmo sabendo eu que a adoração a Maria era claramente condenada pela Igreja. Veio-me então à cabeça esta ideia: a questão está no que se considera adoração.
Os protestantes definem adoração em termos de cantos, louvores e pregações. Assim, quando os Católicos cantam a Maria, lhe dirigem súplicas através da oração e pregam sobre ela, os protestantes interpretam que está sendo adorada. Mas os Católicos definem a adoração como o sacrifício do Corpo e do Sangue de Jesus, e nunca ofereceriam um sacrifício de Maria ou a Maria sobre o altar .”
Vemos o quanto é verossímil nossa interpretação do culto de Latreia. Até nas realidades celestes quando Cristo é adorado pelos Anciãos da glória em Ap 5,8, o detalhe do contexto nos confirma a interpretação Católica sobre a adoração. Cristo ao ser adorado por esses Anciãos estava sendo imolado, por isso São João o descreve com caracteres sacrificiais em Ap 5,6.
Até pesquisadores que abrangeram suas pesquisas a várias religiões reconheciam que não existe adoração sem sacrifício. “ O culto sem Sacrifício é um absurdo do mundo moderno”(Mahatma Gandhi)
“os verdadeiros adoradores hão de adorar o Pai em espírito e verdade “(Jo 4,23). Para adorar em Espirito é necessária a comunhão do mesmo e isso só existe na unidade da Igreja.
"... fomos batizados num só Espírito para sermos um só corpo... todos bebemos de um só Espírito" (1Co 12,13), e para adorar em Verdade é necessário estarem todos os adoradores em uma só doutrina com uma só verdade e segundo as Escrituras Sagradas a Igreja é o “sustentáculo da verdade”(1Tm 3,15).
 
Muitos dos irmãos separados chegam a deturpar o entendimento sobre o ato de adorar o confundindo com o prostrar-se. Do mesmo modo que “IMAGEM DE ESCULTURA” não tem nada a ver com “ÍDOLO”; e “PROSTRAR” (κατάκοιτος - katákoitos) não tem nada a ver com “ADORAR” (λατρεία – latreía)
Vários personagens da bíblia adoradores do único Deus como Moisés, Davi e Josué tinham o costume de se prostrar. Veja:

-Josué se prostrou diante de uma imagem de escultura (Js 7,6).

-Moisés prostra-se diante do sogro (Ex18,7) .

- Deus diz que nações se prostrarão diante de Abraão (Gn 27,29).

-Betsabéia prostra-se diante de Davi (1Rs 1,16-22).

-Jacó PROSTROU-SE diante de Esaú (Gênesis 33,3).

-Os irmãos de José do Egito PROSTRARAM-SE diante dele segundo uma revelação em profecia) (Gênesis 

37,9).

-Rute PROSTROU-SE diante do seu chefe (Rute 2,10).

-David diante de Saul (I Samuel 24,9).

-Abgail PROSTROU-SE diante de Davi (I Samuel 25,23).

-Filhos de profetas PROSTRARAM-SE diante de Eliseu (II Reis 2,15).

-Ester PROSTROU-SE diante do rei (Ester 8,3).

-Nabucodonor, rei babilônico, PROSTROU-SE diante de Daniel (Daniel 2,46).

- O carcereiro se PROSTROU aos pés de São Paulo e São Paulo não o repreendeu (At 16, 29)

-Todos os infiéis PROSTRARAM-SE diante de todos os fiéis por ordem de Deus (Apocalipse 3,9)

- As pessoas se ajoelharam diante de Judá para LOUVÁ-LO! (Gen 49,8)

Na visão protestante Deus incentivaria a idolatria, já que segundo os “crentes” denominacionais prostrar é o mesmo que adorar. Deus não poderia jamais mandar as pessoas se prostrarem diante de seu ungido Ciro, e Deus manda (Is 45,1-14).
Os “crentes” de placas utilizam duas passagens bíblicas para subentender que o ato de se prostrar-se é errado mas nessas passagens o ato de prostrar foi seguido de adoração.
 
Prostrei-me aos seus pés PARA ADORÁ-LO (Ap 19,10)
 
Cornélio saiu a recebê-lo e prostrou-se aos seus pés PARA ADORÁ-LO (At 10,25)
Ou seja, não foi o ato inicial que gerou repreensão e sim a intenção final, a adoração. Se prostrar-se fosse errado São Paulo teria repreendido o carcereiro que se prostrou diante dele e de Silas; mas eles nada disseram ( At 16, 29).
 
Leia também:
 

 

 

—————

Voltar